Marie Curie – A mãe da radioatividade

 Hoje em dia está cada vez mais comum as pessoas trabalharem por conta própria, más muitas dessas pessoas desistam por não saberem nada sobre o assunto ou acharem algo muito complexo de se fazer ou de se conquistar. Mas a história de MARIE, é um grande exemplo de conquistas e esforço e aprendizagem para essas pessoas.

Maria Salomea Skłodowska nasceu em Varsóvia (Polônia) no dia 7 de novembro de 1867 era a filha mais nova entre seus cinco irmãos. Marie teve sua infância muito difícil, pois perdeu sua mãe com apenas 10 anos de idade.Ela também teve muitas dificuldades para estudar pois tinha uma péssima vida financeira, e por conta de as melheres não serem admitidas nas universidades na Polônia.  

Só que influenciada por seu pai, que era um professor de matemática e de física, resolveu seguir seus estudos.Iniciou-se primeiramente em uma universidade clandestina na Polônia, depois continuou seus estudos de forma autônoma.

Mais tarde entrou em uma universidade em Paris onde Graduou-se em Matemática em Física. Onde também trabalhava como governanta e professora, meios de pagar seus estudos. 

Após graduar-se, para prosseguir suas investigações, Marie precisava de um laboratório, foi quando um amigo, em 1894, a apresenta e Pierre Curie um físico renomeado da época que acabou se tornando seu marido e partilhando ciência.

Então Marie seguiu seus objetivos aprendendo e descobrindo coisas novas. Foi então que por tanto esforço e dedicação Marie consegui seu seu primeiro Prêmio Nobel no ano de 1903, premiada junta a seu marido e Henri Becquerel, em virtude as suas incriveis descobertas nos campos das Radiações. E em seguida após esses eventos doutora-se em ciências.

Mas infelizmente após alguns anos seu amarido Pierre falesce e ela ocupa seu lugar lecionando Física Geral na prestigia universidade Sabonne, depois de muito tempo Marie foi a primeria mulher a cursar nessa universidade.

Passou-se ums anos e no ano de 1911 Marie recebeu o Prêmio Nobel da Química por ter descoberto novos elementos na área da química, denominados de rádio e o polônio.

Com o passar dos anos Marie funda o Instituto Curie, em Paris, nos ano de 1914. Eem seu instituto ela procurava visar investigar as aplicações médicas do rádio em doentes oncológicos.

Durante os anos da Primeira Guerra Mundial, Marie criou unidades móveis de radiografia para serem utilizadas entre os soldados feridos. Com a companhia de sua filha Irène ia aos hospitais com o objetivo de  convencer aos médicos a utilizarem o seu invento para salvar as vidas dos combatentes (soldados). E com todos os seus esforços Marie conseguiu salvar varias vidas durante a Primeira Guerra mundial.

Marie curie - a mãe da radioatividade - image 2
Marie Curie

Últimos Anos de Maria Curie

E nos últimos anos Marie já estava idosa, e vitima de leucemia, por conta de a uma grande decorrência de exposição a Radioatividade, e em fim encerra sua carreira aos seus 66 anos de idade, no dia 4 de julho de 1934, em Passy (comuna Francesa).

Sendo lembrada como uma cientista polonesa naturalizada da frança que contribuiu para os estudos da radioatividade e lembrada por ser a primeira mulher a receber um PRÊMIO NOBEL. Tambem responsável por descobrir os elementos radioativos como o rádio e o polônio, dado-se este nome em sua homenagem ao país e onde nasceu

 Mas sua linhagem não parou por ai, um ano após seu falecimento, uma de suas filhas, Irène Joliet-Curie, foi a mais nova premiada com o Nobel da Química por sua descoberta da Radioatividade artificial. Seu prêmio foi dividido com seu marido Frédéric Joliet. Ao longo de sua vida Irène Joliet-Curie ou conhecida como madame Curie, seguiu sua vida escrevendo livros sobre a Radioatividade como seu livro muito conhecido “Radioactivité”, publicado postumamente, que foi considerado um livro muito eficiente e importante nos estudos da radioatividade.  

Com o passar dos anos Irèbe também falece, e tem seus restos mortais depositados em Panteão de Paris, sendo por mais uma vez a primeira mulher a receber esse tipo de homenagem.

Ethnic young woman using laptop while having tasty beverage in modern street cafe
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Influência na Educação

Menos conhecida em sua biografia é a sua contribuição, que teve bastante influência e um grande valor para o ensino da ciência. Marie curies era uma professora que costumava dar aulas particulares para famílias ricas na Polônia e na França, que ocasionou no nível secundário.

Para Marie, a educação tinha de ser envolvente. Más isso somente seria possível mediante proposta de experiências e contato com as coisas ou objetos, em vez de apenas um conhecimento baseado em apenas teorias.

Junto com alguns outros cientistas, Marie tinha um projeto “cooperativa de ensino” que tinha como objetivo ensinar ciência aos filhos das famílias a quem dava aulas, mas uma ciência que ia  para além da teoria, através da realizações de experiências.

Mas hoje só sabemos disso tudo graças às anotações de uma de suas alunas, Isabelle Chavannes, que ficamos sabendo como era e como se funcionava os métodos que Marie Curie aplicava nas e durante suas aulas.

Sendo assim, através das experiências orientadas por Marie e os professores, as crianças eram levadas a descobrir sobre pressão atmosférica, o caminho da água até a torneira..

Um também de seus exmplos de ensino descrita na revista Chavannes do ano de 2007, quando Marie pergunta:

Aqui temos uma garrafa…Ela parece vazia. “O que há la dentro?”(Chavannes,2007,p.27) 

Após a resposta dos alunos de que há ar, Marie continua:

“Como vocês podem saber que há alguma coisa dentro?”

Ela propõe que eles mergulhem suas garrafas vazias dentro de um reservatório de água. Isabelle descreve que primeiro, ao se abrir a tampa da garrafa de dentro do reservatório, mantendo o gargalo para cima, e então a água irá entrar, “mas nós vemos sair bolhas […]. Havia ar na garrafa e é este ar que sai. Como ele por sua vez é mais leve que a água,  então ele sobe à superfície” (Chavannes, 2007, p. 27).

Marie com certeza é um grande exemplo para todos nós de persistência e de esforço e sem duvida pela sua capacidade de conseguir adquirir habilidades e experiências apesar de suas dificuldades se tornando assim uma das grandes autodidatas mais famosas do mundo.

Deixe um comentário